Mais de 11 mil usuários foram atendidos no Hospital Regional de Estância em agosto

Por Manuela Penacal

altO Hospital Regional Dr Jessé de Andrade Fontes, em Estância, segue atuando como um importante equipamento estratégico da assistência à saúde em Sergipe. Somente no mês de agosto, o HRE atendeu a mais de 11 mil usuários do SUS e realizou quase 20 mil procedimentos, entre raio-x, eletrocardiograma, exames laboratoriais e pequenas cirurgias.

 

“Os dados apresentados em 2016 são superiores aos registrados no mesmo período do ano passado, quando foram realizados 8.558 atendimentos e 17.188 procedimentos”, compara a superintendente da unidade, Luciana Carvalho.

 

Ao longo do mês de agosto, o Hospital Dr. Jessé de Andrade Fontes ainda contabilizou 232 internamentos, 82 transferências e realizou 35 cirurgias.

 

O funcionamento da unidade beneficia a população e fortalece todo o trabalho da Rede Estadual de Saúde, uma vez que descentraliza a assistência e atua como retaguarda do Hospital de Urgências de Sergipe (Huse), evitando que casos de menor complexidade sejam direcionados para a capital.

 

Usuária do Sistema Único de Saúde (SUS), a dona de casa Andreza Ribeiro acompanhou o marido, que fez uma cirurgia de apendicite na unidade, e disse estar satisfeita com a assistência.

 

"Ele eu entrada na última quinta-feira com uma dor forte, fez todos os exames e foi diagnosticada a apendicite. Aqui mesmo fez a cirurgia e está em recuperação. Estamos muito bem acolhidos e todos os profissionais são muito atenciosos", afirmou.

Hospital Regional de Lagarto atendeu quase 1.200 pacientes no feriadão

Por Tito Lívio de Santana

altUm dos principais equipamentos de saúde que integram a rede estadual de urgência e emergência de Sergipe, o Hospital Regional Monsenhor João Batista de Carvalho Daltro (HRL), em Lagarto, na região Centro-Sul de Sergipe, atendeu quase 1.200 pacientes na semana passada. De acordo com os dados registrados no Sistema Integrado de Informatização do Ambiente Hospitalar (Hospub), do Ministério da Saúde (MS), entre a segunda-feira (5) e o domingo (11), o HRL assistiu 1.137 usuários do Sistema Único de Saúde (SUS), entre casos clínicos e cirúrgicos. 



É o caso do garoto C.L.C.S., de 12  anos,  internado  no HRL desde a última  quinta-feira (8),  quando  deu entrada no Pronto Socorro apresentando de sintomas de resfriado, gripe e  quadro inflamatório na garganta. “Até o momento está indo tudo bem. Ele recebe a medicação correta, a enfermagem passa de hora em hora e graças ao atendimento daqui  se recupera bem e  já não apresenta mais febre”,  disse o pai do menino, o tratorista José Carlos do Espírito Santo, de 51 anos, que reside em Lagarto e acompanhava o filho em uma das enfermarias da Pediatria, nesta segunda-feira (12). “Eu mesmo já precisei de atendimento médico aqui há seis meses e  não tenho do que reclamar”, ressaltou.



Trânsito e violência



Gerenciado pela Fundação Hospitalar de Saúde (FHS) e em processo de federalização, entre a segunda-feira e o domingo passados, o Hospital Regional de Lagarto atendeu 50 vítimas de violência no trânsito. Deste total, 96%, ou seja, 48 pacientes, envolveram-se em acidentes com motocicletas e motonetas. De acordo ainda com os dados do Hospub, no mesmo período, duas pessoas deram entrada no Pronto Socorro da unidade após serem atropeladas. Na semana passada, não houve registro de vítimas acidentes automobilísticos atendias no HRL. 



A violência urbana também provocou vítimas na semana que passou. De acordo ainda com os dados do Hospub, entre os dias 5 e 11 deste mês duas pessoas deram entrada no Pronto Socorro após sofrerem agressões físicas, outras três foram feridas por arma branca (faca, facão e canivete) e duas por arma de fogo. No mesmo período, também foi registrado um caso de envenenamento. 



O Pronto Socorro do HRL assistiu ainda 64 pacientes que sofreram vários tipos de quedas, como do mesmo nível, de escadas ou telhados, e 21 deram entrada na unidade com traumas diversos. Também foram atendidas quatro pessoas que sofreram mordidas de cães e três por picadas de animais. Um paciente foi internado após sofrer queimaduras pelo corpo e outras 14 pessoas deram entrada na unidade hospitalar com quadro de intoxicação.
 

 

altCobertura

 

O Hospital Regional de Lagarto é responsável por garantir cobertura assistencial a uma população estimada em 250 mil habitantes, dos seis municípios que integram a Microrregião Centro-Sul de Saúde – Lagarto, Salgado, Simão Dias, Poço Verde, Riachão do Dantas e Tobias Barreto. O HRL presta assistência nas áreas de Clínica Médica, Ortopedia, Pediatria, Ultrassonografia, Nefrologia e Terapia Intensiva, dispondo de uma UTI com dez leitos.



No entanto, devido à sua localização estratégica, o HRL atende ainda pacientes advindos de outras regiões do Estado, como Campo do Brito e São Domingos, no Agreste, Boquim e Estância no Sul sergipano, além de municípios baianos circunvizinhos e que fazem divisa com Sergipe, como Paripiranga, Adustina, Nova Soure, Itapicuru, Cícero Dantas, dentre outros.

Hospitais Regionais registram alto fluxo de pacientes no final de semana

Por Luiza Sampaio

altOs Hospitais Regionais continuam mostrando resolutividade descentralizando o serviço de urgência e emergência no Estado.  Neste final de semana, por exemplo, foram 739 atendimentos realizados na unidade de Nossa Senhora do Socorro, que recebe a população do Leste sergipano, com 529 pacientes na Clínica Médica, 172 na Pediatria e 38 na Obstetrícia. Deste total, apenas 15 pessoas necessitaram de internamento, os demais receberam a assistência necessária e, em seguida, foram liberados.

 

Foi realizada uma transferência para o Hospital de Urgências de Sergipe (Huse) mas, segundo a superintendente do Regional de Socorro, Genisete Pereira, o caso se tratava de um paciente com quadro clínico grave.

 

“Ele precisava de acompanhamento da alta complexidade. Por isso, foi levado à unidade de referência”, ressalva.

 

Na maternidade, todas as gestantes receberam a assistência devida, sendo realizados 21 partos no período.

 

No Baixo São Francisco, o Hospital Regional São Vicente de Paula recebeu 751 pessoas, sendo 387 na Clínica Médica, 146 na Pediatria, 32 na Clínica Cirúrgica, 53 na Ginecológica e 93 na Clínica Ortopédica. A unidade, localizada no município de Propriá, também realizou 11 cirurgias eletivas e nove internamentos. Já na maternidade, foram registrados 18 partos e dois procedimentos de curetagem.

 

Estância e Glória

 

Em Estância, o Hospital Regional Dr. Jessé Fontes de Andrade enfrentou um final se semana alto fluxo de pacientes nas Alas Vermelha (três leitos) e Amarela (12 leitos). Segundo a superintendente da unidade, Luciana Carvalho, os setores permaneceram no limite físico durante todo o período. “Ainda assim, toda a assistência foi prestada, registrando um total de atendimento de 526 pessoas”, pondera a gestora.

 

Destes, 301 pacientes foram da Clínica Médica, 75 da Cirúrgica e 80 da Pediatria. A unidade do Sul sergipano realizou, ainda, 20 cirurgias e 17 internamentos. 

 

“Tivemos seis pacientes transferidos para o Huse, todos casos de alta complexidade, e registramos 437 altas médicas concedidas no período, demonstrando a alta resolutividade do Regional”, analisa Luciana Carvalho.  

 

Já no Hospital Regional de Nossa Senhora da Glória, 554 pacientes foram atendidos no final de semana, sendo 414 na Clínica Médica, 95 na Pediatria e 45 na Obstetrícia.

 

“Na maternidade, contabilizamos a realização de 13 partos e dois procedimentos de curetagem, além de 30 avaliações em gestantes”, informa a superintendente da unidade do Alto Sertão sergipano, Dejane Santana.

 

Maternidade Nossa Senhora de Lourdes atende 258 usuárias do SUS durante a semana

Por Morgana Barbosa

altDurante a última semana, de 5 a 11 de setembro, foram registrados 258 atendimentos na Maternidade Nossa Senhora de Lourdes (MNSL). A unidade gerida pela Fundação Hospitalar de Saúde (FHS) é referência estadual na assistência materna e neonatal de alto risco.

 

“Do total de pacientes atendidas ao longo da última semana, 112 foram admitidas e outras 146 foram avaliadas, sendo que destas, 13 foram transferidas para outras unidades de saúde”, revela a gerente do setor de admissão da MNSL, Lourivânia Prado. 

 

Já no centro cirúrgico foram contabilizados 93 procedimentos. Foram 43 partos normais, 41 cesarianas e os outros 9 procedimentos que estão divididos entre curetagens  e outros.

 

A coordenadora do Pronto Socorro da Maternidade Nossa Senhora de Lourdes, Auciliadora Varjão, afirma que nos últimos 45 dias foi constatada uma tranquilidade no movimento. 

 

 

alt

“Não temos verificado situação de superlotação, o que é muito positivo já que isso se reflete nos demais espaços internos da unidade. Desta forma, podemos prestar uma assistência de excelência aos nossos pacientes, pois os trabalhadores  podem desenvolver suas atividades com toda segurança e qualidade indispensável na assistência à saúde”, avaliou a coordenadora.

 

Com oito meses de gestação, Deisiane Lima, 23, deu entrada na Lourdinha no dia 04 de setembro. Seu bebê, Alexandre, nasceu prematuro na quarta- feira, 7. Após o parto, a criança precisou ser internada na Unidade de Terapia Intensiva Neonatal (Utin).

 

“Meu bebê passou cinco dias na Utin e eu fiquei internada e ansiosa para tê-lo nos braços. Nesse período, apesar dessa situação, me senti muito bem acolhida. Tanto eu quanto o meu filho recebemos um bom atendimento e hoje  estamos bem e já posso ter meu bebê perto de mim”, conta Deisiane Lima, 23.

 

Violência

 

O serviço de atendimento à pessoa em situação de violência contabilizou o total de nove atendimentos, na última semana. Entre as pessoas atendidas 2 são de Aracaju e 7 delas são do interior do Estado. Dos atendimentos realizados ao longo desse período 6 foram a menores de idade.

 

As pessoas atendidas pelo serviço são oriundas dos municípios de São Cristóvão, Maruim, Nossa Senhora do Socorro e Simão Dias.

Estudantes conhecem o funcionamento da Maternidade Nossa Senhora de Lourdes

Por Morgana Barbosa

altPromover o conhecimento sobre o serviço público de saúde. Esse foi o principal objetivo da visita de estudantes do ensino médio à Maternidade Nossa Senhora de Lourdes (MNSL). O grupo foi incentivado e acompanhado pelo gerente do Programa Estadual de IST/Aids, o médico Almir Santana.

 

Na ocasião, a visita contou com a ação voluntária dos jovens para orientar usuários e acompanhantes quanto à importância da utilização de preservativos e de fazer pré-natal corretamente.  

 

 

“Muitos desses estudantes expressam a vontade de seguir carreira na área de saúde. Então, essa é uma oportunidade para despertar o interesse pela saúde pública e desmistificar a ideia que geralmente se constrói do serviço, apresentando uma unidade que é modelo em atendimento. A ideia é despertar o olhar desses jovens para uma prática humanística da medicina, assim como oportunizar práticas solidárias”, explica o médico Almir Santana.

 

 

A ação foi conduzida pelo Núcleo de Educação Permanente da unidade. Os alunos foram acolhidos e puderam entender o funcionamento da maternidade, através de explanações e da visita orientada. Divididos em pequenos grupos, os 60 alunos, em dias previamente agendados, puderam percorrer todos os setores.

 

 

alt“Chamou muito minha atenção o cuidado que os profissionais têm com os pacientes. Há um carinho e dedicação muito grande com as crianças e com as famílias. Além disso, pude ver que eles realmente gostam do que fazem”, revelou Nathália Costa, 17.

 

 

Nathália Barreto, 17, também integrou o grupo e ficou entusiasmada com a visita. “É uma experiência nova, uma prévia para a universidade. Fiquei surpresa com o trabalho humanizado que é desenvolvido aqui dentro. Também achei tudo muito organizado”, conta a estudante que revelou o desejo de ser médica. 

 

 

“É importante orientar homens e mulheres sobre a necessidade da utilização do preservativo, também, durante a gestação. Foram disponibilizados lubrificantes, camisinhas femininas e masculinas, além de material informativo”, complementa Almir Santana.